Home»CRONISTAS»A jovem estudante pinhalense, a atriz desbundada e o velho comunista… / Gilson Filho /

A jovem estudante pinhalense, a atriz desbundada e o velho comunista… / Gilson Filho /

4
Ações
Pinterest Google+

Primeiro Diálogo/

Intervalo de uma palestra no auditório da Associação Comercial de Ribeirão Preto. Sala do coffee break. Garota viva, olhar brilhante, inquieta, serve-se de generosa fatia de bolo:

– O senhor é jornalista, né?

– Aposentado…

– E nasceu em Pinhal, certo?

– Como você sabe?

– Eu também nasci lá…

– Então somos conterrâneos.

– Não. Conterrâneo é quem nasce na terra. Somos pinhalenses…

– Então acho que somos as duas coisas. Ou você não nasceu na terra?

– Pensando bem, pode ser..

– E uma vez que também nascemos no universo, acho que também somos universitários.

– Não, quem nasce no universo é astronauta. Universitário é quem estuda na faculdade…

A meu lado o empresário Gilberto Maggioni esconde-se atrás de um pilar para rir…

A garota retoma o diálogo:

– Me disseram lá em Pinhal, que o senhor é perigoso… Que é comunista. É verdade?

– Já fui… Hoje não sou mais…

– Por que?

– Porque cansei de comer carne de cavalo.

– Credo!!! Comunista come carne de cavalo?

– Sim.

– Crua?

– Depende… Os marxistas comem crua. Já os maoistas, sapecam na frigideira..

– Acho que nunca seria comunista!

– Por que?

– Sou vegetariana…

– Me diga uma coisa, que curso você faz?

– Jornalismo. Primeiro ano. Ih, já estão chamando. Vai começar a palestra de novo.

– E o que você está achando?

– Do bolo?

– Não. Da palestra.

– Não estou entendendo muito… Mas parece ser legal… Olha, vou indo… Meus amigos estão me chamando. Gostei muito de conversar com o senhor. Ah, e quando eu for a Pinhal, prometo dizer a meu pai que o senhor não é tão ignorante como ele fala… Tá?

Gilberto Maggioni, saindo de traz do pilar: “Você não presta, Gilson…”

Segundo/

Saguão do Espaço Cultural Santa Elisa – 1995 / Garota tipo ‘desbundada’:

– Aqui é um teatro?

– Às vezes…

– Ah… Sou, tipo assim, atriz, sabe? Acabo de me mudar de São Paulo.

– E lá você estudava, tipo assim, teatro?

-Não, tipo assim, teatro a gente não estuda. Só estuda o texto… Tipo assim, o autor… Onde nasceu… Essas coisas… Aprendi atuar, tipo assim, com um grupo lá no Tatuapé… (Descobrindo um quadro na parede): Olha que tiozinho bonito. Quem é? O dono deste teatro?

– Quem me dera… Aquele tiozinho, tipo assim, chamava-se William Shakespeare. Você já ouviu falar dele?

-Não. Tipo assim… Ainda não deu tempo para conhecer o pessoal que faz teatro aqui em Ribeirão Preto…

  • Gilson Filho é editor deste blog
Postagem anterior

Magnatas e pobres/ Quem é o rico? / Blog do Gilson Filho com Joseph Telushkin/

Próxima Postagem

PM traz Rota de SP para apoio em Operação em Ribeirão/ Com Tribuna de Ribeirão/

3 Comentários

  1. Maria A.P.Pancracio
    27/01/2018 em 17:51 — Responder

    Parada!

  2. Maria A.P.Pancracio
    27/01/2018 em 17:50 — Responder

    uma bela cena,* essa menina é uma parbelaada .É papo firme!
    Acho que você encontrou a garota kkkk

  3. Valter HGamilton Balzacchi Brito
    26/01/2018 em 20:49 — Responder

    Caro primo , heheh, comunista que come carne de cavalo (crua) heheh. Bom mesmo é sermos ecléticos, sem esse talento, não seria possível a interação….disse o Maggioni ” tu não presta “, .
    Afinal , foi legal o papo com a guria, kkkk acho que perdeu o “medo” de comunistas..heheh” Eitcha pow. ! Abraço apertado, do seu primo Irmão. Ah! Diz à ela que , podemos até marcar uma entrevista com Sheakespeare, mas vai depender do dia, e saber em qual centro ele possa se comunicar. kkkkk!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *